Ser capitã desse mundo, poder rodar sem fronteiras, viver um ano em segundos, não achar sonhos besteira. Me encantar com um livro, que fale sobre vaidade. Quando mentir for preciso, poder falar a verdade.

melhores

Loading...

quinta-feira, 26 de março de 2009

- Não quero nem saber como vai e onde está voce! diz ela sem querer.
Sol, e nada além dele. Três pessoas, um sonho. Madrugada fria, de repente.
Chove, chove, e as pessaos preocupadas com seu lar.
E meu par? me deixe assim, meu amor.
Envolva paz, a alma, o coração. Não se, é tarde demais pra dizer, e onde está voce!?
Três pessoas, um sonho!
Desalojado, inanimado, ipotentemente paralizado.
Costume, café, cigarro e o green. Sete da manhã, duas da tarde, do quarto o telhado, e dali a rua, favela customizada na verdade.
"Me dê de presente o teu biz", ô meu Agenor; nome, data e o local.
Mais lindo que eu? é, realmente impossivel. Preocupado com o hoje, nunca pensou no depois. Cursinho, horário especificado, e responsabilidade talvez não sejam prioridades de nenhum carangueijo. Ah, gemeos meu desejo.
Par imperfeito, e tão bonito. Mas o que combina nesse mundo? Quem pode falar isso, se não o amor!?
Tem sol lá fora, eu já disse isso? Aliás, eu quero tanto ver o mar.
Meus planos, huuum tempo bom aquele.
Vamos parar onde se o mundo da voltas? E pra que se todos nós vamos morrer?
Bem, eu tomo água da fonta da juventude, por isso três anos com o mesmo sonho de menina.
É tão inepto pensar que um dia a fada colocaria cinco reais sob meu travesseiro... Então, sonhos de menina!

Nenhum comentário: