Ser capitã desse mundo, poder rodar sem fronteiras, viver um ano em segundos, não achar sonhos besteira. Me encantar com um livro, que fale sobre vaidade. Quando mentir for preciso, poder falar a verdade.

melhores

Loading...

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

"Pé na estrada eu vou seguir o meu caminho
Vou sem rumo tô cansada do destino
Eu não quero o mapa de onde fica a mina
Dessa vez eu vou seguir a minha sina
Tentei ser tudo que queriam de mim
Mas percebi que a vida não é bem assim
Eu não tenho vocação pra ser santinha
Vou provar que posso me cuidar sozinha
Eu posso até me distrair
Estar a um passo de errar
Mas quero ser livre e chegou a hora de tentar...
Por que não?
Andar descalça pela rua a pé
Por que não?
Gritar bem alto tudo aquilo que eu quiser
Me libertar de regras e acontecer
Porque eu não quero limites pra viver...
Caminhando a favor ou contra o vento
Vou fazer o que me der no pensamento
Decidida a não mudar o que eu sou
Ter a vida liberada como for."

Nenhum comentário: