Ser capitã desse mundo, poder rodar sem fronteiras, viver um ano em segundos, não achar sonhos besteira. Me encantar com um livro, que fale sobre vaidade. Quando mentir for preciso, poder falar a verdade.

melhores

Loading...

domingo, 15 de julho de 2007

Creio que me ensinaram a sorrir na moda, profissionalmente e sem ter vontade. Vou cordial, cordato, milimetrado, direitinhamente. Ou, se convier, ouço com paciência astuta uma besteira atras da outra. E há quem dê a isso o nome de elegância.

Nenhum comentário: