Ser capitã desse mundo, poder rodar sem fronteiras, viver um ano em segundos, não achar sonhos besteira. Me encantar com um livro, que fale sobre vaidade. Quando mentir for preciso, poder falar a verdade.

melhores

Loading...

segunda-feira, 12 de março de 2007

Medo da Chuva!


É pena que voce pense que eu sou seu escravo, dizendo que sou seu marido e nao posso partir. Com as pedras imóveis na praia, eu fico ao teu lado, sem saber, os amores que a vida me trouxe eu nao pude viver. Eu perdi, o meu medo, meu medo, meu medo da chuva. Pois a chuva, voltando pra terra, tras coisas do ar. Aprendi o segredo, o segredo, o segredo da vida. Vendo as pedras que choram sozinhas no mesmo lugar. Eu nao posso entender, tanta gente aceitando a mentira, de que os sonhos desfazem aquilo que o padre falou. Por que quando eu jurei, meu amor, eu trai a mim mesmo. Hoje eu sei, que ninguem nesse mundo é feliz tendo amado uma vez.

Nenhum comentário: